Playbooks

Cada jogador em Imperia irá assumir o papel de um dos membros da corte real. Existem nove ocupações e cada uma delas é especialista em uma função. A descrição de cada uma delas, incluindo suas regras, é listada em seu playbook.

A Majestade é a regente oficial do reino e é uma personagem muito poderosa, pois possui o reino à sua disposição. O foco da Majestade não é comandar, e sim administrar. Dar ordens é fácil, porém administrar requer pensamento estratégico, tomar decisões corretas para assegurar o futuro do reino e sua permanência no poder. Ela necessita dos demais membros da corte para conseguir seus objetivos e manter a estabilidade do reino.

A Justicar é a mantenedora da lei e a protetora do reino. Sua palavra e sua espada representam a ordem e a justiça. A Justicar é a responsável pelo exército real, o que a torna extremamente poderosa. Além disso, ela possui uma tropa pessoal extremamente leal. Ela é o braço direito da Majestade para assuntos militares, possuindo o respeito do exército.

A Chanceler é a administradora do reino, sendo responsável por negociações como importação e exportação. O poder da Chanceler está no conhecimento de como obter mercadorias e serviços. Possuidora de dois estabelecimentos importante do reino, A Chanceler tem acesso a mercadorias únicas como informação, influência e rumores.

 

A Pontífice é a representante máxima da religião do reino possuíndo centenas de seguidores. Ela representa a população e, por ser uma ótima oradora, é capaz de manipulá-la a seu favor. Apesar de não possuir uma conexão com entidades superiores, ela representa a instituição mais poderosa, a igreja.

 

A Oráculo é a representante do desconhecido e da natureza, uma verdadeira usuária de magia. Forças desconhecidas, que vão além da compreensão, atuam em favor da Oráculo. Ela é a conselheira particular da Majestade, pois é capaz de prever o futuro. Apesar de ser uma única pessoa, através do uso de forças poderosas, A Oráculo é capaz de alterar o rumo do destino uma vez que pague o preço.

 

A Iluminada representa a inovação e a mudança. Suas ideias mirabolantes e invenções geniais garantem sua presença na corte real, sendo o contraponto à Pontífice e à Oráculo. Porém, sua real função na corte é ser os olhos e ouvidos da Irmandade, uma sociedade secreta que provê diversos benefícios, como contatos e conhecimento. O real intuito da Irmandade é desconhecido, mas nada menos que lealdade absoluta será exigido.

 

A Dama é a personagem mais popular do reino, sendo conhecida por todos. Exímia manipuladora, ela obtém segredos e favores das pessoas mais importantes. Não há necessidade de saber de tudo quando se sabe a quem perguntar.

 

A Serva Secreta é a pessoa mais perigosa do reino. Ela é quem suja as mãos para garantir o futuro do mesmo, mas é claro, por um preço adequado. Sendo espiã e assassina, A Serva Secreta possui uma reputação temida e respeitada. Em uma rede de intriga e poder, seus serviços são sempre necessários.

 

A Imaculada é uma pessoa inocente, otimista e que enxerga o melhor nas pessoas. Sua inocência é preservada por alguém influente no reino, mantendo-a distante das tramas de política, intriga e poder. Porém, sua proximidade com os membros da corte inevitavelmente causa seu amadurecimento. Ao longo da história, A Imaculada acaba se envolvendo com as tramas do reino e torna-se um dos membros da corte.